Sabor Paixão

 

Com este teu jeito de menino, adentra a minha vida,

Leva-me ao êxtase jamais sentido.

Expulsa as lagrimas dando lugar ao sorriso,

Tira-me do poço, do desanimo, devolvendo-me a força.

Carregas-me para o leito aonde és meu menino,

Meu homem, meu senhor.

 Domina-me pelas entranhas aonde, nossos corpos entrelaçados, contemplam a beleza das estrelas que saúdam nosso amor.

Faz de minhas noites, antes sombrias, noites de gozos múltiplos,

 Envolvidas em magia tal, que, quando vemos,

O sol que já vem a nossa sacada.

E, quando me preparo para beijar as flores do meu jardim,

 Toma-me com tuas mãos fortes e, meio a elas,

 Fazemos nosso manto de amor a abrigar nossos corpos,

Despejando o nosso néctar entre as flores

 Que exalam a flagrância do amor.

Neste sabor, que vai a cada minuto se acentuando,

 Toma meu coração.

 Minha vida agora é tua.

 Em teus braços e em teu peito quero abrigar-me

 Para viver este sabor chamado paixão!

 

Cristal Solitário