Rastejantes

 

Rastejas entre os desertos de nossas almas,

 

instalados pela dor do desprezo da ignorância, e da cegueira humana...

 

Como serpentes prontas sempre a dar o bote se escondem

 

 em becos da maldade a arquitetar formas de destruir o amor!

 

São rastejantes seres cegos de alma que se fazem abastecer suas almas tolas

 

pelo preconceito fazendo-nos crer que não podemos ser amados.

 

Rastejantes em sua insignificância ao negar a evolução dos tempos à aceitação de como somos

 

 afinal irmãos iguais nada muda ,se nos faz diferente a pele ou condição social,

 

ou cultural ,somos todos iguais perante o amor de nosso pai onipotente!

 

Hipócritas os que lançam em nome dos bons costumes farpas contra irmãos

 

que simplesmente não comungam de suas idéias e escolhas.

 

 

Estes seres nojentos muitas das vezes saem pelas noites a procura do mesmo que tanto criticam

 

e pior pagam por isto casados senhores bem postos perante uma parte da sociedade decadente.

 

 

Rastejantes sois vós, pois eu posso falar amei amo e sei amar e você?

 

 

Cristal Solitário