Paixão?...

 

Quem sois vós?

A doença ou a cura de meus dias...

Eu que detive a terra

Soberano sobre ela.

Que galguei os céus

E o buraco negro dele

Que varri as sombras da morte

E revive a pureza...

Quem vos é, então,

Que me faz pequeno?

És um monstro ou um santo

Minhas bênçãos

Ou a maldição que me lançaram

O príncipe de minhas trevas:

Ou a luz que não vejo...

Ora, quem sois?

Diga-me por fim!

 

Cristal Solitário