DESABAFO A MINHA ESTRELA ...

 

 

 

As noites tem sido frias

Dói à alma, sinto o cheiro dele nos lençóis...

Ele não me merece.

A Alma percorre o universo, o grito ecoa e o coração parece parar

Os pássaros mudos , o Sol pálido , e a noite se faz uma senhora impiedosa

Como se fosse carrasca sem fim a lançar-me em dor , tão profunda, que se faz ecoar entre as nuvens solitárias este meu soluço de dor...

A lágrima vem e cobre minha face , trazendo consigo a lembrança de cada gesto, cada minuto.

Entrego-me a esta solidão teimosa, que me vence e leva ao infinito do descaso este meu ser, levou-me a esperança

Sou homem sem testamento, sem a quem deixar minhas lembranças...

Possuo tudo de material, que poderia alguém ter , e nada tenho ao final vendo meu fim chegar abraçado aos animais que me rodeiam ...

Este amor bandido, senhor feroz que me fez por horas sorrir, mas agora ..... Agora me condena a eternidade com a irmã lagrima...

Tento agora me encontrar, busco nesta lagrima que dilacera minha alma e se faz senhora das respostas para esta dor.....

Até... Vou sem saber  ao certo o rumo... Simplesmente vou......

 

Cristal Solitario