Vem ser meu sol...

 

 

 

Vem ser meu sol,

aquecendo-me em dias de inverno...

Vem ser minha lua

e acalentar-me em noites de solidão...

Vem ser minha estrela,

a guiar-me em meio às trevas...

Vem ser minha água,

saciando-me em momentos de sede...

Vem ser meu néctar,

sempre pronto a satisfazer minha fome...

Enfim, vem ser minha vida,

pois só você é capaz

de fazer-me ressurgir do vale da morte,

onde a anfritiã é a solidão...

Vem ser o canto dos pássaros,

a pele de que preciso,

para tocar e amar ...

Deixa-me sentir teu corpo com o meu!

Me leva ao êxtase dos deuses,

onde sempre te levarei nos meus braços...

Vem ser meu único senhor

e deixa-me possuir-te sem fronteiras;

vem ser meu amante,

meu amigo, minha sombra,

minha voz, minha vida...

Vem...

Cristal Solitário

 

(em 14/10/2007)

 

 

 

Livro de Visitas
Menu Poesias
Próxima Poesia