Derrama

 

Vem, entrega-te aos meus desejos, não te faz de valente porque meu beijo

 

te derrota.

 

Vem amor... Entrega-te a este sabor alucinante, roça tuas pernas, joga-me

 

entre os jardins, abusa-me...

 

Toma de mim o pudor, joga fora o medo, me faz senhor sobre tudo... Eu

 

teu universo e você meu oásis!

 

Quero saborear cada instante, viver cada dia como único, fechar as janelas

 

do tempo, sorrir para vida!

 

Cantar como os pássaros, ir às profundezas dos oceanos, fazer companhia ao astro rei...

 

Ser teu príncipe, senhor, teu escravo, lançar-me contigo frente ao mundo,

 

enfrentar a tudo, lançar a luz da união de nossas almas entre os desiludidos.

 

Fazer deste tempo um tempo novo, sem o passado que atormentava,

 

esquecer a ingratidão, a maldade, lançar o perdão, olhar para o mundo e

 

gritar-te amo, e sem medo saber que deste amor sairá o fruto eterno que

 

tanto meu coração esperava!

 

Meu anjo picante olhos de safira, amor esperado, consolo de minhas dores,

 

razão de minha vida, vem ...

 

Enfim entrega-te sou teu e você meu!

 

 

Cristal Solitário