Deixe-me sorrir

 

 

Lanço ao universo meu grito

e torna-se ele mensageiro de meu desejo mais intimo

Ecoa entre desertos percorre vales adentra os oceanos

e toca por fim as estrelas e diz quero apenas voltar a sorrir

Vem a derradeira esperança quebrando dogmas

afastando medos e diferenças

para dar-me a chance de amar e ser amado

Para isto nada importa 

 nem cor da pele ou idade, nem condição social

esperando apenas que possa ser ele o balsamo de minha alma

o mensageiro que devolverá meu sorriso 

respeitando-me e amando-me, 

Uma entrega de almas, divisão de vidas, comunhão de dores,

 mãos unidas para semear o amor

Amor que será exemplo de união, luta, respeito, amizade,

companheirismo, dedicação e carinho,

cicatrizando as feridas impostas pela dor do passado.

Assim ambos com suas feridas sepultadas

fazem frente agora a um novo mundo

aonde construíram juntos um ninho de amor impenetrável

e seus dias serão vividos

sempre como dias de primavera

a assistir um amor cuja força é maior, que os maremotos ou vulcões.

 

Cristal Solitário

<POETA DOS SONHOS>