Amarga distancia...

Cristal Solitário

 

 

O dia que se fez,

trouxe-me a esperança de sentir-te mais perto de mim,

e conhecer pouco mais de você,

a cada minuto a sua procura a resposta

sempre este silencio dominante que me entristeceu a alma.

Seria mágico meu dia se pudesse ter sentindo-te mais perto,

no encanto transformou-se em mais um daqueles muitos dias de solidão

onde a procura do leito é para refugio

quando o corpo a pele a alma em chamas de desejo permanece,

o sonho de colocar minhas mãos nas tuas,

olhar para dentro do teu ser,

fosse num jantar a velas,

ou a beira do mar com simples petiscos,

contidos nesta noite apenas a mágica...

Mas quem sabe um dia

 o coração bata forte os olhos se cruzem

e ao final...

 meu leito não ouvira meu choro

e sim nossos gemidos de prazer...

 

 

Cristal Solitário

"POETA DOS SONHOS"

 
______
 
AH! DISTÂNCIA AMARGA
 
 
Caminhos pararelos que não se cruzam
estradas cujo final são encruzilhadas
poeiras diferentes que soltam fuligem
numa história triste e desencantada
 
Seguimos caminhos tortos e diferentes
nossa jornada seguem outras trilhas
 mãos não alcançam por mais que tentemos
e já caminhamos por muitas milhas
 
Ah! distância amarga que não vejo fim
já judiou demais desse triste coração
já sangrou cada pedaço de mim
na dura escalada dessa evolução
 
Não vejo a hora de ver chegar
o término dessa escada tão alta
para podermos dividir o mesmo palco
e sentirmos juntos as luzes da ribalta!
 
Enfim seremos únicos, unos e nós
 
SUELYDAM
(Obrigada Cris por me deixar juntinho de você)
 
 
 
 

Livro de Visitas
Menu Duetos
Próxima Dueto